Home       Livros Eletrônicos       Música       O Autor       Contato

EROTISMO

 

A DEUSA DO PANTANAL

Ele ficou em pé, ali, ao lado, indagando-se: quem era Susana? Não fazia diferença. Todas eram iguais, deliciosamente iguais. Mudavam os nomes, mas no fundo todas eram iguais e isso era terrivelmente monótono. Aquele corpo nu estendido preguiçosamente em sua cama era igual a todos os outros em suas curvas e reações. Como fugir disso?

A VÊNUS NEGRA

Algum bendito americano, rompendo com o preconceito, fizera surgir Clair Burning do corpo ardente de uma negra do Harlem. A garota crescera num ambiente pesado. Os becos perigosos foram seu parque de diversões. A violência e a tensão temperaram seu caráter. O sangue negro a fizera bela. Clair cantava... Não, a palavra era pequena demais para descrever o que ela fazia.

FÊMEAS DE LUXO

Naquele dia, haviam caminhado de mãos dadas pelo Centro Park, alimentando os pombos com farelo de milho, admirando reflexos no lago. Perambularam pelas estações do Metrô como dois passageiros comuns, de mãos dadas... Mas o que o destino lhes reservava?

MÉDICO ERÓTICO

Brent, Brent Jameson, doutor Brent Jameson. Não sei por onde anda nem exatamente quem é ou quem foi. Não o conheço nem tenho nada a ver com ele. Sou um escritor e apenas tive a sorte de comprar alguns discos rígidos usados de uma empresa de sucata eletrônica. Foi surpreendente o que encontrei neles.

MEMÓRIAS ERÓTICAS DE UMA GAREOTA SEM PUDOR

Sempre fui assim e acho que jamais mudarei, pelo menos enquanto tiver juventude e fogo em meu corpo. Jamais namorei menos do que dois ou três homens ao mesmo tempo. Preciso muito mais do que uma simples trepada para me satisfazer e, convenhamos, os homens são, em sua maioria, limitados.

NO SILÊNCIO DAS PAIXÕES

O Terminal Tietê, em São Paulo, recebe ônibus que atendem os usuários do metrô e atende linhas suburbanas e viagens normais para outros pontos do estado e do país. Dali partem a todo momento dezenas de ônibus com os mais diferentes destinos. E ela, para onde ia?

O VAMPIRO DO SEXO

Sabia que a desejava desde o primeiro momento em que a vi. Ela teria que ser minha naquela noite. Era fogosa e cheia de energia. Eu precisava transar com ela, penetrar no seu íntimo e fazê-la se tornar parte de mim. Precisava daquela energia para sobreviver, para continuar minha lúgubre caminhada pela Terra.

O GARANHÃO DE LONDRINA

Gosto de caçá-las por toda parte, farejando a presa, sentindo sua fraqueza, explorando suas carências, ou simplesmente ficar por ali, ao redor da Catedral ou em frente da Biblioteca, esperando uma delas passar e me convidar para um programa. No fundo mesmo, prefiro caçá-las em seus habitats naturais...

 

Home       Livros Eletrônicos       Música       O Autor       Contato