Indice


Amor e Sexo


Bíblicas


Mágicas


Sorte

A SORTE

Volume XIII

   Muita gente apenas se lembra da sorte, quando enfrenta uma maré de azar. É quando passa a lamentar o que tinha e perdeu. Na realidade, essa é a sempre constante história da sorte: você só dá falta dela quando a perde, sem perceber que ela passa a maior parte do tempo ao seu lado.

   Para se proteger contra esses eventuais afastamentos ou escapadinhas da sorte, você pode lançar mão de uma porção de meios, mas todos acabam sendo englobados por essas práticas milenares chamadas Simpatias, que têm acompanhado o homem desde os mais remotos tempos de sua existência.

   Alguns estudiosos afirmam, com absoluta convicção, que a primeira simpatia tentada pelo homem foi a da maçã, no Paraíso, sugerida pela serpente. Bastaria comer a fruta para que todo o conhecimento se abrisse para Adão.

   A afirmação não é descabida e contém, em sua essência, todos os ingredientes necessários para uma simpatia, desde a fé nos resultados, até o uso de um elemento canalizador ou catalisador da mudança desejada, no caso, a maçã.

   Adão, com certeza, não contava com o azar que a serpente lhe trouxe, fazendo-o perder toda a sorte que recebera até aquele momento. Faltou-lhe, quem sabe, uma Simpatia para a Sorte.

   PARA ENCANTAR A SORTE

   Sua sorte pode ser encantada, evitando que o azar se instale em sua vida e que as dificuldades comecem a aparecer inesperadamente. Se você não ficar atento, quando menos esperar, o mundo parecerá estar caindo em sua cabeça, de tantos problemas que podem aparecer, quando o azar chega e se instala.

   O que você precisa fazer é encantar sua sorte e manter o inimigo distante. Para isso, pegue um pedaço de cristal transparente, coloque-o num copo com salmoura e deixe-o ao sol, do meio dia ao entardecer. Retire-o pouco antes do sol se pôr.

   Lave-o em seguida com água corrente, depois enxugue-o num pano branco e embrulhe-o, em seguida, num pano vermelho. Veja o que tem de mais precioso e que conseguiu num golpe de sorte. Pode ser um carro, uma esposa, um filho, um móvel, um objeto ou qualquer coisa assim.

   Nessa noite, o cristal deverá permanecer junto dessa pessoa ou desse objeto. Se for uma pessoa, coloque-o sob o travesseiro dela. Se for um carro, dentro dele. Um objeto, sobre ele ou dentro dele, conforme for o caso.

   No dia seguinte, pegue o cristal e leve-o ao sol logo que amanhecer. Deixe-o sobre o pano vermelho até o meio-dia. Retire-o e guarde-o numa caixa ou gaveta de madeira, embrulhado nesse pano. Toda noite, quando for dormir, retire o cristal e coloque-o sob seu travesseiro. Nunca deixe passar mais de sete dias sem fazer isso, muito menos permita que alguém toque esse cristal. Se isso acontecer, refaça a simpatia do princípio.

   PARA RECEBER A SORTE

   Que a sorte pode ser caprichosa, disso ninguém tem dúvidas. Só que ela é caprichosa com aqueles que não se mostram agradecidos. Cedo ou tarde, ela dá a devida resposta.

   Não se trata de prestar culto a uma entidade chamada Sorte, mas de demonstrar gratidão por ter tido o privilégio de tê-la, ao invés do azar. Essa gratidão pode ser demonstrada no momento de recebê-la. Mesmo que você não saiba quando isso ocorrer, uma simpatia preventiva vai lhe dar a resposta.

   Pegue metade de um coco seco, lixe-o cuidadosamente, depois envernize-o por fora apenas. Pegue um prato de barro e coloque cinzas vegetais dentro dele, depois acomode a metade do copo, para que fique apoiada na cinza.

   Dentro dela coloque moedas, pedrinhas e contas coloridas, grãos de cereais, bijuterias e coisas desse tipo. Deixe num local alto de sua casa, acima de sua cabeça.

   PARA TIRAR A SORTE DO CHÃO

   Esta é uma simpatia muito antiga e já foi muito usada, caindo no esquecimento por algum tempo. Pelo que se tem notícia, é muito forte e muito poderosa, permitindo que você mantenha a sorte consigo, afastando o azar ou quebre uma seqüência de ondas de azar.

   Não há nenhuma dificuldade para fazê-la. Basta conseguir um crucifixo de ferro e amarrar nele uma fita vermelha dobrada ao meio, com as parte unidas por sete nós seguidos.

   Numa sexta-feira, após o escurecer, enterre essa cruz, com a fita, num monte de terra, num local seco, onde não possa ser molhado. Ao enterrar, os sete nós da fita devem ficar sob a terra e as pontas da fita, para fora.

   No dia seguinte, após o anoitecer, vá ao local e puxe com cuidado a fita, de modo a descobrir o primeiro nó. Ao fazer isso, repita três vezes a seguinte intenção:

Sorte minha, venha lá
Que eu estou a sua espera
Venha do céu e da terra
Sorte minha, venha lá!

   No dia seguinte, no mesmo horário, puxe mais um nó e repita a intenção por três vezes. Vá fazendo isso todo dia, até, finalmente, descobrir o último nó. Quando fizer isso, retire junto a cruz e coloque-a em contato com o corpo. Nessa noite você deverá dormir com ela junto à pele.

   No dia seguinte, pela manhã, retirar e guardá-la numa caixa de madeira. A partir daí, quando perceber alguma coisa errada com a sua sorte, retire a cruz e durma com ela.

   PARA NÃO MANDAR A SORTE EMBORA

   Algumas práticas recomendadas pela sabedoria popular perderam a credibilidade hoje em dia, pois deixaram de ser transmitidas de pais para filhos. Com isso, observa-se que muitos lares entram em crises terríveis, porque tudo neles dá errado.

   Mal sabem que, por total ignorância, simplesmente deixaram de observar pequenos detalhes que seus antepassados realizavam quase que inconscientemente. Com certeza nenhum deles faria algo para mandar a sorte embora, como se faz hoje em dia.

   São pequenas coisas que devem ser observadas, para que a sorte não vá embora quase que imediatamente. Vejamos algumas delas:

   Nunca permita que um gato entre em sua casa, no meio da noite, depois de ter andado pelas redondezas.

   Jamais jogue pela janela um fósforo ainda aceso, mesmo que more à beira de um rio e isso não resulte em perigo algum. Da mesma forma, nunca jogue pela janela um pedaço de pão ou qualquer tipo de comida.

   Quando receber dinheiro, receba sempre com gentileza, conferindo-o sem estardalhaço. Quando for fazer um pagamento, dê as cédulas ou as moedas na mão de quem recebe. Jamais jogue no balcão.

   Se soprar uma ventania e o vento estiver encanando, feche a janela ou porta por onde ele entra, jamais por onde ele sai.

   PARA SORTE NO LAR

   Não é difícil imaginar o que ocorre com sua casa, após algum tempo de acúmulo de energias, trazidas pelas pessoas que vem de fora, sejam seus moradores, sejam suas visitas.

   Um exemplo bem ilustrativo pode ser dado por uma caixa d’água. Mesmo tampada e recebendo apenas água tratada, após algum tempo ela cria uma sujeira gosmenta, que se gruda nas paredes e entra pelo encanamento.

   Guardadas as devidas proporções, é o que ocorre em sua casa. Pisos, paredes e teto acabam se enchendo de energias negativas que precisam ser eliminadas, para que não expulsem toda a sorte desse lar e das pessoas que ali moram.

   Casas assim são imediatamente identificadas por pessoas sensitivas, que se arrepiam quando entram nelas. Isso pode ter acontecido com você, inclusive.

   Para evitar que isso aconteça em sua casa, é só fazer a seguinte simpatia: a cada três meses, queime em cada aposento de sua casa folhas secas e verdes de capim cidreira, num prato de barro. Feche as janelas e as portas quando fizer isso.

   Quando terminar, coloque as cinzas num balde com água, junte um punhado de sal grosso e use para passar com um pano no piso de cada um os aposentos.

   Observação: Algumas simpatias recomendam o uso de alecrim ao invés do capim-cidreira. Você pode usar um ou outro e até os dois juntos, se os tiver à mão.

   PARA MANTER A SORTE

   Quando tudo está dando certo, é bom ficar alerta, pois isso não dura para sempre. A todo momento você está tendo contato com pessoas e com lugares, trocando energias.

   Da mesma forma como pode absorver energias positivas, pode também receber as negativas e elas irem se acumulando em seu corpo. Enquanto isso acontece, sua sorte, pouco a pouco, vai lhe escapando e, quando você dá por si, sua vida virou um inferno.

   Para evitar que isso ocorra, só mesmo se prevenindo com uma simpatia que lhe permita rebater as energias negativas e acumular apenas as energias positivas.

   Isso você consegue com uma prática muito simples. Numa sexta-feira, antes do anoitecer, pegue um espelho de bolso e vá até uma igreja. Molhe sua superfície com água benta, depois embrulhe-o num lenço preto ou coloque-o dentro de um saquinho preto.

   Toda sexta-feira, desde que se levantar e até a hora de ir dormir, mantenha esse espelho no bolso de sua camisa ou blusa, com a face voltada para fora.

   PARA SORTE DURANTE UMA VIAGEM

   Quando você deixa a proteção dos seus elementos para ir para um local desconhecido, coisa que ocorre numa viagem, suas defesas são reduzidas, e você fica muito vulnerável ao azar. Já que você não pode levar sua casa, as árvores que conhece, o chão que pisa, o ar que respira e que são a sua proteção, faça uma simpatia para substitui-los por alguma coisa semelhante.

   Você tem algumas opções, mas o interessante será usar aquela que corresponde ao elemento de seu signo, que são:

Fogo: Áries, Leão, Sagitário.
Terra: Touro, Virgem, Capricórnio.
Ar: Gêmeos, Balança, Aquário.
Água: Câncer, Escorpião, Peixes.

   Para os regidos pelo elemento Fogo, levar um saquinho de tecido com cinzas dentro. Para os de Terra, um punhado de terra. Os de Ar, um flor, folha ou madeira perfumada. Os de Água, uma pequeno vidro com água.

   PARA SER VISTO PELA SORTE

   Se você está azarado ultimamente, talvez precise que a sorte o(a) veja. Só assim ela perceberá o que se passa com você e tratará de ajudá-lo(a). Para isso, nada como usar a simpatia correta e esta é uma das mais simples.

   Durante sete noites, a partir de uma sexta-feira, quando for dormir, coloque um pouquinho de mel no parapeito da janela de seu quarto. Não precisa deixar a janela aberta.

   Quando amanhecer, no local onde estava o mel, coloque uma gota de vinagre ou um pingo de limão.

   Repita isso por sete dias ininterruptos, mesmo que sua sorte muda antes disso.

   PARA AUMENTAR SUA SORTE

   Pode parecer contraditório, mas a melhor maneira de você aumentar a sua sorte e dividindo-a. Segundo os antigos, isso funciona mais ou menos como a poda em uma árvore, abrindo espaço para novos brotos e novos galhos.

   Você pode fazer o mesmo com sua sorte, cedendo mudinhas dela para outras pessoas. A cada muda dessas, tenha certeza que muitas outras brotarão em sua sorte.

   Para isso, no primeiro dia de cada mês, pegue um punhado de arroz em casca e, sem que seus amigos(as) percebam, coloque algumas num dos bolsos deles.

   PARA DAR SORTE

   Se a vida lhe sorri ultimamente e você anda tendo muita sorte, enquanto um amigo ou amiga anda enfrentando uma maré de azar, ajude-o(a). Você pode lhe dar um pouco de sua sorte, sem que ela venha lhe fazer falta. Para isso, basta usar uma simpatia muito simples e fácil.

   Pegue um pedacinho de fita vermelha estreita, dobre-a e alinhave uma agulha de cabeça nela. Quando encontrar esse(a) amigo(a), apenas lhe peça licença e prenda a fita no lado de baixo da gola esquerda de sua blusa ou camisa.

   Diga: "Deixe aí para dar sorte!"

   Observação: Preste atenção na hora de fixar a fita. A gola esquerda da camisa ou blusa dele(a) estará a sua direita.

   PARA CHAMAR A SORTE

   Cada uma das Simpatias para a Sorte pode ser utilizada para se obter a sorte como um todo ou para um momento ou assunto específico. Uma simpatia assim pode ser usada para o amor, para os negócios, para o trabalho, estudos ou qualquer outra situação.

   Isso, aliás, é o que torna tão rico o repertório de simpatias populares. Suas aplicações são ampliadas ilimitadamente. Esta é particularmente recomendada para se chamar a sorte para qualquer situação de sua vida e deve ser feita no primeiro dia de cada uma das estações do ano. Para tanto, é bom consultar um calendário, antes de iniciá-la.

   Nesses dias, quatro ao todo durante o ano, fique de frente para o nascente do sol, no momento em que ele surge no horizonte. Repita três vezes a seguinte intenção, sem olhar para o sol.

Sol de lá, sol de cá,
Traga sorte, sem azar.
Sol de lá, sol de cá,
Sorte apenas, sem azar.

   PARA PEGAR UM POUCO DE SORTE

   Se você anda enfrentando uma terrível maré de azar, enquanto que alguém próximo de você está tendo o contrário, isto é, uma grandiosa maré de sorte, não fique com inveja dele(a), mas trate de conseguir um pouco dessa sorte para você.

   Para isso, nada como esta antiga simpatia. Dê três passos atrás dessa pessoa, procurando pisar exatamente nos lugares onde ela pisou, alcançando-a em seguida. Ao fazer isso, dê três batidas nas costas dela, um pouco abaixo da nuca, depois, com a mesma mão, bata três vezes no próprio peito.

   Se for o caso, repita a simpatia, mas sempre com uma pessoa diferente.

   PARA SORTE EM GERAL

   Simpatias antigas, encontradas lá no fundo dos velhos baús, sempre se mostram eficientes, quando realizadas hoje em dia. Os tempos mudam, os costumes se alteram, mas certas coisas, na natureza que nos cerca, continuam obedecendo normas e regras imutáveis que nós desconhecemos totalmente.

   Um bom exemplo é esta simpatia para se obter sorte de qualquer tipo e a qualquer tempo.

   Para isso, numa segunda-feira, logo pela manhã, pegue uma espiga de milho maduro e debulhe-a. Metade do milho deverá ser socado e transformado em quirera. Essa metade deverá ser posta num local alto, para ser comida por pássaros e pequenas aves. A outra metade deverá ser atirada para galinhas ou porcos.

   PARA UMA SORTE ESPECÍFICA

   Se por algum motivo você precisa de uma força da sorte num assunto específico, de qualquer natureza, faça a seguinte simpatia. Vá até a beira de um rio, levando consigo um punhado de sal grosso. Atire-o na água, enquanto repete três vezes o seguinte:

Água que faz o rio,
Rio que vai para o mar
Levem consigo o azar
E a sorte deixem comigo.

   Feito isso, pegue um pouco de água na concha das mãos e com os lábios dentro dela diga o que deseja, depois jogue a água de volta ao rio.