Indice


Amor e Sexo


Bíblicas


Mágicas


Sorte

A SORTE

Volume IX

   Ela pode estar ali na esquina, a sua espera e você resolve ficar até um pouco mais tarde no trabalho ou com os amigos tomando uma cerveja no bar. Ela o(a) espera num ponto de ônibus e, justo naquele dia, alguém lhe oferece uma carona. Ela o(a) aguarda no baile, mas você, de última hora, resolveu não ir.

   Da mesma forma como você se julga preterido(a) pela sorte, ela pode estar se sentindo da mesma forma em relação a você, dando-lhe todas as chances possíveis e você não está sabendo reconhecê-las nem aproveitá-las.

   O que fazer numa situação dessas, quando você tanto precisa da sorte, mas seus caminhos não se cruzam?

   A única forma de acertarem os ponteiros é através das Simpatias, pois você pode fazê-las e esperar pelo momento certo da sorte passar diante de você. Diante disso, é importante ficar com os sentidos alertas, para não deixar passar as oportunidades.

   Essa sensibilidade, porém, não é coisa que vem fácil. Você precisa se concentrar no que faz e acreditar para poder perceber quando ela aparecer.

   Pense nisso com seriedade e faça suas simpatias com fé e com determinação, mentalizando sua sorte e mentalizando o momento em que ela chegará. Depois é só esperar e confiar nela.

   PARA LIMPAR OS CAMINHOS DE SUA SORTE

   Se você quer que a sorte chegue até você, uma das primeiras coisas a fazer é limpar os caminhos ao seu redor, para que ela possa vê-lo(a) e se aproximar, sem a presença incômoda e desagradável de forças negativas de toda espécie, atrapalhando sua vida.

   Para conseguir isso, basta uma simpatia bem simples, mas para ser feita com muita fé e confiança,

   Num domingo, assista à primeira missa da igreja mais próxima de sua casa. Leve consigo três velas brancas, das quais tenha tirado algumas raspas, com uma faca bem afiada.

   As raspas deverão ser postas num envelope branco, levado num bolso à altura de seu peito. Após assistir à missa, acenda duas velas no altar ou num local adequado da igreja, reze um Pai Nosso e três Ave Maria, pedindo ao seu Anjo da Guarda, aos Santos e à Virgem Maria que o(a) ajudem a ter sorte na vida.

   Quando voltar para casa, não vá direto para ela. Dê uma volta ao redor da quadra e em cada esquina deixe cair um pouco das raspas da vela. Ao chegar em casa, acenda a terceira vela e, antes de rezar um Pai Nosso e três Ave Maria, diga baixinho três vezes: Estou aqui, aqui estou!

   PARA RECEBER A SORTE

   Quando você espera a visita da sorte, deve se preparar da mesma forma como se prepara para receber uma pessoa importante ou até mesmo seu amor. A sorte que está vindo na sua direção deve ser considerada como um acontecimento importante e marcante em sua vida. Dar a ela a devida atenção ajuda muito.

   Quando você fizer qualquer simpatia para obter sorte em qualquer aspecto ou situação, prepare-se para a chegada dela, não só usando uma simpatia para limpar os caminhos ao seu redor, mas para recepcioná-la também.

   Para isso, num domingo pela manhã, após ter assistido à primeira missa numa igreja próxima de sua casa, faça o seguinte banho:

   Ferva três litros de água numa panela de ferro, ágata ou vidro. Quando a água entrar em ebulição, coloque dentro três pontas de espada-de-são-jorge, um ramo de comigo-ninguém-pode, outro de dinheiro-em-penca e três sempre-vivas. Tampe e deixe amornar.

   Tome um banho de corpo inteiro, depois enxágüe-se com a água da simpatia, do pescoço para baixo. Enquanto espera que o corpo seque naturalmente.

   Observação: Se você quiser confirmar sua limpeza, recolha os restos da simpatia no piso e no ralo do banheiro, colocando sobre uma folha de papel, ao sol, para secar.

   Na semana seguinte, no domingo, junte tudo isso e mais folhas secas de arruda e alecrim, colocando sobre brasas vivas, num prato de barro. Entre com ele pela porta da frente de sua casa, vá até seu quarto circule três vezes dentro dele, depois saia pela porta dos fundos. Enterre tudo que sobrar.

   PARA QUEBRAR BARREIRAS

   Freqüentemente acontece de simpatias feitas para atrair a sorte resultarem em nada, sem um mínimo de resultados, deixando você decepcionado(a) e frustrado(a), fazendo com que acabe se desiludindo com elas. Na verdade, o que você pode não estar sabendo é que a sorte pode ter vindo ao seu encontro, mas encontrou barreiras que não puderam ser superadas. Essas barreiras são obstáculos criados por pessoas que desejam o seu mal e fizeram algum tipo de trabalho para prejudicá-lo(a).

   Assim, no processo de se preparar para receber a sorte, é importante remover todas as possíveis barreiras existentes ao seu redor. Para isso, faça o seguinte:

   Numa quinta-feira, pegue um garrafão de cinco litros, lave-o bem com salmoura, depois deixe-o ao sol para secar por um dia inteiro. Quando anoitecer, coloque dentro do garrafão sal grosso, pimenta-do-reino em grão, vinagre, cinzas de uma fogueira, rapas de vela de um cruzeiro, terra de uma sepultura recém-aberta, completando com um litro de água benta. Feche com uma rolha e deixe no sereno. No dia seguinte, deixe-o de novo ao sol, até o vim do dia. Quando terminar, embrulhe-o com jornal e espere até depois das 22:00 horas.

   Leve o garrafão até uma encruzilhada. Coloque sete velas brancas ao redor dele, acenda-as, depois, com uma pedra, quebre o garrafão e se afaste correndo, sem olhar para trás.

   Quando chegar em casa, lave pés e mãos com salmoura.

   PARA NÃO PERDER A SORTE

   Se você fez tudo certo, limpando os caminhos, preparando-se e removendo as barreiras, com certeza a sua simpatia para a sorte vai lhe trazer os resultados desejados.

   Da mesma forma que um muro limpo e recém-pintado atrai a atenção dos vândalos e pichadores, um espírito limpo e cheio de sorte atrai a atenção de toda espécie de força negativa, que desejará roubar-lhe isso.

   Previna-se, não permitindo que lhe tirem aquilo que foi tão difícil de conseguir. Faça a seguinte simpatia.

   Pegue três elos novos e unidos de corrente, coloque-os num copo de água benta, com um ramo de arruda, um de alecrim, sal grosso e um pouco de vinagre. Deixe ao sol de um domingo durante todo o dia, depois toda a noite no sereno.

   Na segunda-feira cedo, quando o sol estiver nascendo, retire os elos de corrente, enxugue-os num pano branco, passando a levá-los sempre consigo, no bolso ou na bolsa.

   Observe atentamente esses elos todos os dias, quando se levantar. Se notar sinais de ferrugem, limpe-os imediatamente, polindo com palha de aço, lixa ou algo semelhante. Mantenha-os sempre limpos e novos, para evitar que lhe roubem a sorte. Não permita que toquem neles,

   Observação: Se você quiser aproveitar esta simpatia para também manter feitiços, malfeitos, mandingas e catiças longe de você, pegue um pedaço de pele de coelho curtida e faça uma embalagem para carregar seu talismã.

   PARA SE PROTEGER DURANTE O SONO

   Dizem que quanto dormimos nosso Anjo da Guarda relaxa em seu trabalho e ficamos vulneráveis à ação dos inimigos que atuam nos planos inferiores. A verdade não é essa, porque os Anjos da Guarda jamais relaxam em suas missões, que não lhes foi dada por uma pessoa qualquer, mas pelo próprio Criador.

   O que acontece é que a noite é o ambiente dos seres dos planos mais baixos e onde aparecem em número maior. Essa concentração de forças pode eventualmente burlar a guarda do Anjo da Guarda e, durante o sono, o mal se instalar dentro de você, principalmente com a presença de um Espírito Maligno.

   Para evitar isso, fortaleça seu Anjo da Guarda fazendo o seguinte: todo domingo à noite, quando você for dormir, prepare meio copo de leite com uma colher de mel. Abra a sua Bíblia no Salmo 109, lendo-o com muita fé e atenção. Quando terminar, deixe o copo de leite e mel diretamente sobre a página aberta da Bíblia, ofertando-o ao seu Anjo da Guarda.

   No dia seguinte, jogue num gramado, num jardim ou ao pé de uma árvore saudável.

   PARA TER SORTE NA VIDA

   Ter sorte na vida é um conceito que tem diferentes significados, conforme a pessoa que o usa. Para alguns, sorte na vida é encontrar um bom emprego. Para outros, um bom casamento. Para outros, uma vida movimentada, cheia de charme e glamour.

   No fundo, porém, o que se deseja são sonhos realizados. Tê-los concretizados é o máximo que uma pessoa espera da sua sorte e para conseguir isso ela tem todo o direito de usar tudo que for lícito e que estiver ao seu alcance, principalmente uma simpatia que já fez a satisfação de várias gerações.

   Tire uma lasca do pé do batente da porta de entrada de sua casa e, com uma vela, vá assistir a primeira missa do dia, numa igreja próxima de sua casa.

   Durante a missa, peça sua sorte, explicando bem o que ela significa. Quando a missa terminar, vá ao local onde se acendem as velas e fixe a sua. Para acendê-la, use a lasca de madeira que trouxe consigo, deixando-a depois ao pé da vela.

   Reze um Pai Nosso e uma Ave Maria ao seu Anjo da Guarda.

   PARA SE CERCAR DE SORTE

   O arroz, no Oriente, sempre foi considerado uma planta que atrai bons fluídos, além de ser um precioso alimento. Deduz-se, inclusive, que a simpatia da chuva de arroz dobre os noivos tenha sua origem com povos daquela parte do mundo.

   Além dessa, diversas simpatias foram trazidas pelos povos daquela região, quando migraram para o nosso país, todas utilizando o arroz. Há diversas delas para atrair a sorte, só que o arroz usado nelas não é o nosso arroz polido, mas aquele arroz integral que, inclusive, é mais saudável e nutritivo.

   Uma dessas simpatias deve ser feita no primeiro dia do ano novo, no momento em que nasce o sol. Pegar uma tigela de arroz integral, misturar com meia xícara de mel e espalhar pequenos montes ao redor da casa.

   PARA ATRAIR SORTE PARA SUA CASA

   Há diversas simpatias para esse fim, pois o lar é o recanto mais sagrado de uma pessoa, seu refúgio, seu abrigo, seu castelo, onde estão seus tesouros e as pessoas que lhe são caras.

   Da mesma forma como qualquer deseja sorte para sua vida como um todo, deseja também sorte para sua família e para sua casa.

   Uma das simpatias mais antigas e usadas é, com certeza, esta.

   Para atrair a sorte para sua casa, escreva no pé das portas de sua casa, no lado de dentro, o primeiro versículo do Salmo 23:

"O Senhor é o meu pastor: nada me faltará!"

   PARA CAMINHAR COM A SORTE

   Para ter o que espera da vida, é preciso aprender a caminhar com a sorte. É um velho ditado oriental que ilustra muito bem o sentido das simpatias, que quando tratam de um assunto cercam-no de todas as garantias, visando preservá-lo.

   Se você alguma vez se desiludiu com uma simpatia, é porque, com certeza, não se cercou de todos os cuidados necessários, pois assim como se faz com uma plantação, que exige o preparo da terra, a semeadura, a irrigação, a adubação, a limpeza contra as ervas daninhas, até o momento da colheita, assim também a sorte exige atenção.

   Se você quer ter sorte por muito tempo, caminhe com ela, fazendo a seguinte simpatia:

   Consiga um círculo cortado do tronco de uma árvore. Se já estiver seco, pode usá-lo imediatamente. Se não estiver, deixe-o num local seco e à sombra, até que ele seque totalmente. Só depois disso use-o na simpatia.

   Deixe esse círculo sob sua cama e, quando chegar em casa e tirar os sapatos, coloque-os sobre esse círculo. Se vai sair com um outro sapato, deixe-o sobre essa madeira por algum tempo, antes de calça-lo. Ao retornar, coloque-o lá para se impregnar de sorte.

   A cada semana, sempre entre a sexta e o domingo, ferva um litro de água com um punhado de sal grosso, pimenta-do-reino, alecrim e arruda. Molhe um pano vermelho e limpe os dois lados do círculo de madeira.

   Observação: Esse mesmo tronco, cortado como se lhe tirassem uma fatia, pode ser usado para fazer o seu altar para suas comunicações com os Anjos.

   PARA ESTAR JUNTO DA SORTE

   Amuletos e talismãs sempre se fizeram presentes na vida do homem e isso pode ser constatado nas múmias egípcias, nas ilustrações antigas em todas as culturas e nos tratados mágicos, muitos deles relatando práticas utilizadas há mais de 5.000 anos.

   O poder desses objetos mágicos esconde um segredo revelado apenas aos iniciados, em seitas que quase foram extintas no mundo inteiro, mas que hoje, ainda que timidamente, retornam buscando o esplendor e o reconhecimento que tinham no passado.

   Tudo é muito simples, mas muito forte, devendo ser feito com respeito e fé.

   Para estar sempre acompanhado da sorte, faça um breve (um saquinho de tecido) vermelho e dentro coloque um pedaço de um favo, de onde tenha sido retirado o mel. Junte um pouco daquela terra úmida que fica ao redor dos formigueiros de buraco e uma sempre-viva.

   Feche e leve ao pescoço, preso num cordão de algodão, sisal, rami ou outro produto natural.

   PARA NÃO LEVAREM A SORTE DE SUA CASA

   Algumas práticas são tão antigas e sua origem se perde na noite dos tempos, tornando difícil, hoje, descobrir a sua origem. Sabe-se apenas que devem ser feitas com fé e determinação, jamais se menosprezando ou brincando com elas e seu conteúdo.

   Quando se faz uma simpatia para trazer a sorte para dentro de casa, limpando caminhos e removendo barreiras, não se pode esquecer de fazer uma outra, impedindo que ela seja levada embora. Para isso, basta tomar alguns cuidados:

  • Jamais deixar fotos da família diretamente em frente da porta de entrada da casa.
  • Quando uma visita for até sua casa, jamais a deixe se sentar numa das cabeceiras da mesa.
  • Todo resto de café, água ou outra bebida deixada numa xícara ou copo deverá ser jogada imediatamente em água corrente. O recipiente deve ser lavado e deixado com a boca para baixo para escorrer, antes de ser esfregado com um pano branco.
  • Se uma pessoa for pernoitar em sua casa, não deverá usar travesseiro ou cobertor que seja de uso de alguém da família.
  • Toalhas de banho usadas por visitas devem ser lavadas em seguida e postas para secar ao sol forte.
  • Se uma pessoa doente visitar sua casa, pegue um prato de barro, coloque três brasas vivas nele e jogue sobre elas cascas de alho, de cebola, alecrim e arruda secos. Percorra os locais por onde a pessoa tenha passado, saindo pela porta dos fundos da casa, onde as brasas deverão ser enterradas.
  • Nunca emprestar utensílio de cozinha de metal para ninguém. Se fizer isso, quando a pessoa devolver, lave com vinagre e sal, esfregando com uma palha de aço para polir bem.