Indice


Amor e Sexo


Bíblicas

ÍNDICE POR LIVRO


INDICE ALFABÉTICO


Mágicas


Sorte

 

SIMPATIAS DE LEVÍTICO

 

    O terceiro livro da Bíblia, escrito presumivelmente por Moisés, é um livro de instruções que podem ser resumidas em preparativos para o homem ter acesso a Deus.

    Após a peregrinação e a chegada ao Monte Sinai, onde recebem as tábuas da lei de Deus, os judeus recebem, através de Moisés, as diretrizes necessárias para estreitar relações com Aquele que os havia salvo do Egito.

    Disciplina Deus as oferendas e os sacrifícios, o contato com os sacerdotes, as leis especiais que governariam Israel, as festas anuais e, finalmente, as leis e as instruções gerais para serem seguidas pelos judeus.

    É nesse livro que o caráter detalhado das simpatias ficam bem evidenciado, pois Deus, sabedor da falta de discernimento de um povo que pouco antes O havia trocado por um bezerro de ouro, desce a minúcias para ter certeza de que todas as suas ordens seriam rigorosamente obedecidas. Como muitas simpatias dos tempos atuais, apenas a maneira de fazer e o resultado esperado são apresentados, sem se entrar no mérito das forças que são movidas no mundo material e no mundo espiritual para que isso seja concretizado.

    Observe isso!

   UMA OFERTA PELA COLHEITA

   Quem trabalha com a terra, sujeito às intempéries e aos caprichos da natureza, precisa, antes de mais nada, harmonizar-se com ela, dominando-a como determinou o Senhor, quando criou o homem.

   Isso não significa que deva esquecer-se de agradecer, pois a gratidão é que mantém o benefício. Uma prática antiga entre os povos religiosos veio perdendo importância e hoje poucos agricultores a praticam. Talvez por isso não tenham tido tanta sorte com suas produções ultimamente.

   Para evitar esses prejuízos e estar sempre em harmonia com a natureza, recebendo as bênçãos do Criador, por ocasião da colheita, dê uma oferta de agradecimento, da seguinte forma:

   Faça uma fogueira e, quando estiver bem acesa, nela coloque os primeiros frutos de sua safra, ligeiramente esmagados. Atire um punhado de sal grosso ou sal marinho por cima, depois azeite de oliva e, por último, incenso, para que a fumaça suba perfumada para o céu. (Lv 2:11-15)

   O RESGUARDO

   Algumas das Simpatias Bíblicas têm sido praticadas há tanto tempo que perderam a ligação com a orientação inicial, que, no plano de Deus, tinha um objetivo definido.

   O resguardo da mulher, após o parto, por exemplo, já não tem merecido a mesma atenção de outrora, muito embora a lei divina seja bem clara em relação a isso. Segundo determina a Bíblia, a mulher que der a luz a um menino ficará quarenta dias sem ir à igreja ou ao templo. Se tiver uma menina, deverá ficar setenta dias. Se for católica não deverá nem ir nem comungar. (Lv 12:1-5)

   FERIDAS E ULCERAÇÕES DA PELE

   Há feridas que se formam na pele e que evoluem, aparentemente corroendo a carne e chegando até os ossos. Na realidade, a infeção se alastra e vai deteriorando os tecidos, podendo, inclusive, provocar risco de vida pelas complicações que oferece.

   Todo e qualquer ferimento, por menor que seja, deve ser tratado. Para que esse tratamento seja eficaz e nenhum risco maior ocorra, no momento em que estiver efetuando o curativo e que a ferida for limpa, aplique sobre ela um pedaço de linho branco limpo, lavado, fervido e passado a ferro.

   Assim que a ferida impregnar o tecido, retire-o e continue o curativo. Quando ele estiver terminado, acenda uma pequena fogueira e, quando as chamas estiverem bem formadas, atire esse pano no fogo.

   Repita até estar curado. (Lv 13:57)

   O SANGUE CONTAMINADO

   Muitos procedimentos hoje adotados, que parecem novidades, como, por exemplo, todo o cuidado a ser tomado em relação ao sangue e ao sêmen contaminado de pessoas portadoras de doenças contagiosas, na verdade já havia sido determinado há muito tempo.

   O potencial infeccioso desses elementos está muito bem caracterizado nesse livro da Bíblia.

   Em resumo, ele determina que tudo que for de alguém que tenha algum tipo de fluxo de sangue deve ser isolado e quem tiver contato com ele deverá se purificar, banhando-se e isolando-se. (Lv 15)

   A MULHER PURIFICADA

   Segundo a Bíblia, a menstruação feminina a torna impura durante algum tempo, período em que qualquer contato com ela deve ser evitado. Ao fim desse período ela deverá contar sete dias e só a partir do oitavo dia poderá voltar a ter relações sexuais ou lidar com coisas sagradas, inclusive comungar.

   Na época bíblica, para marcar esse momento, a mulher levava duas rolinhas ou dois pombinhos ao templo, para que fossem sacrificados. Essa prática hoje já foi abolida, mas a mulher poderá marcar sua purificação da mesma forma, indo à igreja e comungando. (Lv 15:28-29)

   RESPEITANDO A MULHER DO PRÓXIMO

   O problema da infidelidade não é uma coisa tão nova assim. Ela já fazia parte da vida dos povos bíblicos. Tanto que, em suas orientações, Deus é bem claro quanto ao adultério, principalmente para o homem que se deita com a mulher do próximo.

   É claro que quando a mulher é cúmplice, a transgressão é fatal. Para o marido que ama a esposa não passar por isso, deve recorrer à própria palavra de Deus para se proteger.

   Numa folha de papel branco, sem pautas, com uma caneta de tinta preta, copiar no centro o versículo 20, do Capítulo 18 e, ao redor, escreverás o nome de sua esposa repetidas vezes.

   Dobre esse papel e coloque-o dentro do seu colchão, do lado em que ela dorme. (Lv 18:20)

   RESPEITO AOS MAIS VELHOS

   Hoje em dia o respeito pelos mais velhos parece ter perdido o sentido e o valor. A começar pelo aspecto profissional, onde uma pessoa, após os quarenta, já é considerado velho e dificilmente consegue um emprego à altura do conhecimento, da experiência e da competência que, em sua carreira, conseguiu angariar.

   Nos locais públicos e nos ônibus é comum ver pessoas de idade em pé, enquanto os mais jovens vão sentados, como se os velhos não mais merecessem consideração alguma.

   Se você quer ter sorte na vida e ser reconhecido por Deus, jamais deixe de se levantar diante de um ancião que exiba cabelos brancos.

   PENITÊNCIAS E AFLIÇÕES

   A ordem no plano divino se estabelece em todos os sentidos e em todos os detalhes, por menor que possam parecer.

   O homem precisa trabalhar e construir, mas precisa, também dedicar um tempo a si mesmo para um encontro consigo mesmo, apuração de suas falhas. É como um dia de descanso do trabalho e das atribulações para se dedicar ao perdão dos próprios pecados.

   Anualmente isso deve ser feito, sempre no dia dez do mês de julho. Nesse dia não se deve trabalhar e se deve realizar penitências, pagar promessas e se livrar das aflições. (Lv 23:27-28)

   UMA LUZ DIVINA

   Atualmente são muito pouco usados e muito pouco utilizados as lâmpadas votivas, que eram alimentadas com óleo. Essas lâmpadas, dotadas de um pavio que ficava mergulhado nesse elemento, ardiam constantemente nos locais sagrados, da mesma forma como se vê, hoje, junto ao altar das igrejas católicas, indicando a presença do espírito de Jesus Cristo ali.

   As lamparinas e os lampiões atuais podem ser usados. Ao invés do combustível convencional, utilizar óleo puro de oliva. Usadas no lugar das velas, permanecem acesas indefinidamente, desde que abastecidas a tempo.

   São o melhor meio e instrumento para sua comunicação com Deus, prestando-se, inclusive, para a montagem de altares familiares para suas conversas com os Anjos e Santos.

   O REPOUSO DOS JUSTOS

   Em sua casa, o homem é rei e senhor. Ali deve estar a salvo de seus inimigos, protegido das intempéries, cercado e amado pelos seus familiares e entes queridos.

   Nos tempos atuais isso pode não ser algo fácil de ser conseguido, diante de tantos perigos, de tanta insegurança e de tanta impunidade.

   Protegido está, porém, aquele que coloca nas mãos de Deus a sua proteção. Se você quiser obter isso, copie os versículos 6 a 8, do Capítulo 26, em pequenos pedaços de papel, colando-os atrás das portas e janelas de sua casa. (Lv 26:608).